Carolina PetersColunas

Há 125 anos falecia Friedrich Engels

Por Carolina Peters*

Há 125 anos falecia Friedrich Engels, que completa também seu bicentenário neste ano.

Seus textos (publicados em vida, retirados da correspondência ou manuscritos inéditos) comparecem com bastante frequência nos escritos do marxista húngaro György Lukács e têm um papel especial nas suas formulações estéticas; pra dar apenas um exemplo, vem de Engels a exortação que dá título a um dos artigos mais famosos e (como quase sempre) polêmicos de Lukács: “Trata-se do realismo!”.

A citação da imagem vem de “Friedrich Engels, teórico e crítico da literatura”, até onde eu sei, tem duas traduções para o português: em Marxismo e teoria da literatura Editora Expressão Popular e em Marx e Engels como historiadores da literatura da Boitempo.

Diz assim, #pratodosverem : 《O verdadeiro realismo não parte das pequenas qualidades acidentais dos homens. […] “Cada um é um tipo, mas é ao mesmo tempo também um indivíduo determinado, um ‘este’, como dizia o velho Hegel, e assim é que deve ser” […]. Esta concretude só é possível através da figuração da qualidade individual particular da ação. A este respeito, assim escreve Engels a Lassale: “[…] uma pessoa não é caracterizada unicamente por aquilo que faz, mas também por como o faz”》.

ps: A imagem ao fundo é um recorte de uma ilustração do jornal “Gay Liberator”, na qual Marx e Engels, em terninhos de calça boca de sino, bem anos 1970, passeiam de mãos dadas. Conheci o desenho pela Camisa Crítica, que o transformou em estampa.

*Carolina Peters é militante feminista e esse texto foi retirado do Instagram Sistema Literário mantido por ela.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar