BrasilNotícias

Segunda greve dos entregadores de aplicativos

Da Redação

Ocorre este sábado (25), a segunda greve dos Entregadores de Aplicativos em busca de melhores pagamentos e condições de trabalho. O segundo ato ocorre quase um mês após o primeiro grande protesto da categoria. 

Assim como a primeira, a segunda greve convoca trabalhadores a reivindicar o aumento do valor mínimo por entrega, alta no valor por quilômetro rodado, fim de bloqueios e do sistema de pontuação. Entregadores também exigem seguro em caso de roubo e acidente e auxílio-pandemia.

Greve dos entregadores de APPs – Foto: Pedro Stropasolas

A última greve da categoria, realizada no dia 1º de julho, teve grande adesão e ocorreu em diversas capitais do país. Repercutiu na imprensa internacional e mobilizou milhares de trabalhadores.

A pandemia aumentou a demanda por entregas, mas foi também o que levou os entregadores a protestar. Os entregadores estão trabalhando mais e ganhando menos do que no período anterior ao coronavírus, por conta da diluição dos pedidos entre novos motoristas que buscaram as plataformas.

Na primeira greve, entregadores da região metropolitana do Rio de Janeiro se reuniram em Niterói, em frente ao terminal das barcas, no centro da cidade, como parte da paralisação nacional, divulgada nas redes sociais como #BrequeDosApps. Realizaram uma manifestação até a zona sul da cidade exigindo melhores condições de trabalho.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar