MundoNotícias

O que já ocorreu na Lombardia tem algo a nos ensinar?

Por Maykon Santos*

A taxa de mortalidade na Itália é de 10,3 a cada mil habitantes. Ou seja, numa cidade de 100 mil pessoas morrem por ano mil. 1 milhão, 10 mil. 10 milhões, 100 mil.

1% de mortes ao ano. A mesma proporção projetada até aqui para a Covid 19.

Um ano são 12 meses. Uma cidade de 10 milhões de pessoas perde 8,4 mil por mês.

A Lombardia tem 10 milhões de habitantes. Em 11 dias (12 a 22 de março) morreram 3.161 pessoas.

Ainda não há dados de mortes na região para 23 e 24 de março. Mas a mesma tem concentrado 1/3 de mortes na Itália. E nesses dois dias 1.344 pessoas morreram na Itália. Projeta-se mais 400 mortes na Lombardia nesses dias!

Resumindo. Em pouco menos da metade de um mês (13 dias) na região mais atingida pela doença até aqui, a Covid 19 representou 40% das mortes de todas as doenças juntas para o mesmo período.

Nada que surgiu nos últimos 100 anos provocou esse estrago e se alastrando pelo mundo.

Isso não é uma gripizinha.

E não é uma questão de opinião. Opinião para o debate público tem que ser alicercaçada em dados.

Dizer isso é mentira. Vinda de um cidadão qualquer por aí é mais uma besteira nesses tempos tortuosos.

Vinda de um governante é crime!

Links com os dados:

https://www.worldometers.info/coronavirus/

https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://www.indexmundi.com/pt/italia/taxa_de_mortalidade.html&ved=2ahUKEwjwh9nmhrboAhXCGLkGHbmsDEEQFjAJegQIBBAC&usg=AOvVaw1tYWP_dYKY5Wcs5NcbeKkZ

*Maykon Santos é professor das redes públicas municipais de Cubatão e Santos, historiador, militante do Círculo Palmarino, do PSOL e em defesa da educação pública de qualidade.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar