MundoNotícias

Grandes marchas do dia internacional das Mulheres nas cidades da América Latina

Da Redação

Mulheres foram às ruas pelas maiores cidades da América Latina, no Dia Internacional da Mulher, neste domingo (8), lutando contra as desigualdades, pelo fim do feminicídio, pelo direito de abortar, contra o fascismo, em defesa da democracia, contra o machismo, entre outras pautas.

Grupos feministas realizaram atos em São Paulo, Buenos Aires, Santiago, Bogotá, Cidade do México e diversas outras. Os eventos do Dia das Mulheres aconteceram em todo o mundo, mas os atos na América Latina chamam atenção pela mobilização social ampliada na região.

No Brasil, por exemplo, as participantes carregaram faixas que abordavam temas como a violência contra a mulher, lembraram a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), assassinada em 2018, e também contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Manifestantes gritavam “Fora Bolsonaro!”, “Nenhuma a menos!”. Outros atos ocorreram em Brasília, Salvador, Belém, Belo Horizonte, entre outras cidades.

Mulheres na Avenida Paulista, SP. Foto: Ana Lúcia/Reprodução Internet

As marchas no Chile foram gigantes e continuam mandando o recado contra a desigualdade social.

Na Colômbia, Bogotá protesta contra a recente decisão da Justiça manter limitações ao aborto.

Na Argentina, a luta é para avançar na garantia de direitos e pela vida das mulheres, inclusive para criar um ministério para mulheres e por uma nova tentativa de legalizar o aborto.

As mulheres estão indo às ruas contra o neoliberalismo, autoritarismo e golpismo que voltam a assombrar a América Latina.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar