ArtigosOpinião

Sobre as mobilizações do Chile

Por Felipe Alejandro*

O modelo econômico tão elogiado pela direita se depara com a revolta de um povo que está cansado de viver num país sem nenhuma garantia social.

A mídia de forma desonesta tenta vender a idéia que a revolta chilena é parecida com a do Brasil 2013. Mesmo que a origem tenha semelhança, a questão de transporte, o movimento do Brasil de 2013 cresceu com várias pautas, muitas inclusive bem individuais, sem nenhuma direção e no final desmembrou para alguns movimentos contra corrupção com pautas políticas conservadores e economicas liberais. No Chile a direção é única, contra o Estado neoliberal, o povo chileno exige que o Estado aplique reformas que garantam para o chileno aposentadoria, educação PÚBLICA, saúde PÚBLICA, entre outras garantias sociais.
O povo chileno quer MAIS ESTADO para diminuir a vida sofrida que eles vivem.

Desejo força ao povo chileno e conquistem cada vez mais a dignidade que foi roubada a partir de 11 de setembro de 1973.

*Felipe Alejandro é economista e mestre em ciência política.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar