ColunasMaykon Santos

Solidariedade ao povo curdo!

Por Maykon Santos*

Recentemente, os EUA anunciaram a saída da Síria, após a derrota do Daesh (Estado Islâmico). Fruto, sobretudo, da valorosa luta dos curdos na região, conhecida como Rojava (oeste ou por do sol em curdo).

Uma ação orquestrada junto com o governo autoritário de Erdogan na Turquia.

Assim, os EUA saíram e em seguida a Turquia invadiu o território de um outro país, violando princípios básicos do Direito Internacional.

Mais do que isso, começou um genocídio do povo curdo que habita a região e que, possivelmente, levará ao ressurgimento do Estado Islâmico que já foi responsável por genocídios na região, como o de 2014 com os yazidis.

Aqui um parêntese. Recomendo fortemente a leitura de “Eu serei a última: A História de Cativeiro e Minha Luta Contra o Estado Islâmico”, de Nadia Murrad, Prêmio Nobel da Paz em 2018 e sobrevivente desse genocídio.

Os curdos são o maior povo sem um estado nação atualmente, com uma população aproximada de 35 milhões de pessoas vivendo entre o Irã, Iraque, Síria e Turquia.

Na Síria, após a eclosão da guerra contra o governo de Bashar Al-Saad, os curdos habitantes do Noroeste do país declararam em 2012 a região como autônoma e fizeram uma das mais belas lutas deste século contra a opressão.

As mulheres combates ficaram famosas no mundo.

Mas são apenas uma parte deste lindo processo de construção de uma nova forma política com igualdade de gênero e pluriétnica no meio do Oriente Médio!

Processo hoje em perigo com a ação turca na região e o silêncio do mundo!

*Maykon Santos é professor das redes públicas municipais de Cubatão e Santos, historiador, militante do Círculo Palmarino e do PSOL e em defesa da educação pública de qualidade.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar