BrasilNotícias

O Future-se é rejeitado

Por Caio Teixeira

O autoritário projeto Future-se do Ministério da Educação do governo Bolsonaro está sendo rejeitado pela grande maioria das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). A tentativa de tirar a autonomia das IFES com um discurso de modernização não está passando pelos conselhos universitários.

Desde a forma, passando pelo conteúdo, o Future-se é autoritário, tentando subordinar a educação pública brasileira ao mercado e aos seus interesses. Estamos passando por um ataque declarado do governo federal contra a educação.

Hoje (4), foi o dia que o Conselho Universitário (CUV) da Universidade Federal Fluminense (UFF) rejeitou o Future-se por unanimidade. A UFF disse não para a pretenção de acabar com o financiamento público da educação e que visa entregar para as empresas privadas. Mais de 40 universidades e institutos federais já se manifestaram contra o Futura-se.

Conhecendo as características estruturais do capitalismo dependente brasileiro, o Future-se é uma tática de estrangulamento financeiro das IFES, com o contigenciamento dos seus orçamentos. Bolsonaro e Weintraub já fizeram inúmeras agressões às IFES, estamos em plena guerra cultural-ideológica liderada pelo neofascismo no Brasil, com semelhança em outros países.

A proposta foi elaborada sem nenhuma participação da comunidade das IFES. Ignora toda a experiência acumulada por essa comunidade. Sendo que a pesquisa brasileira é reconhecida mundialmente e implementada por diversas empresas como a Petrobras, Embrapa, Fiocruz (citando só as públicas).

Ao terceirizar todas as IFES, o Future-se quer desestruturar, privatizar e desorganizar o sistema público de ensino, pesquisa e extensão e transferir o patrimônio e o orçamento público para empresas privadas.

Por isso, as IFES estão rejeitando entregar toda estrutura pública científica e democrática de ensino, pesquisa e extensão, que tem seu financiamento público garantido pela Constituição de 88.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar