Editorial

Tsunami da Educação

Da Redação

Nesse dia 13 de agosto a educação mais uma vez não fugirá do seu compromisso histórico com o povo brasileiro e irá as ruas para dizer não as políticas de sucateamento/privatização proposta por Bolsonaro e lutar pelo direito básico à aposentadoria.

Por isso não tenha dúvida do que fazer nessa terça (13/08). Participe dos diversos atos programados na sua cidade ou na cidade mais próxima.

O momento é agora! Nos dias 15 e 30 de mais de 1 milhão de pessoas foram às ruas em centenas de cidades. Pressionado, a Câmara dos Deputados, desidratou o texto da reforma, inclusive, Paulo Guedes. Mas não foi o suficiente e o texto aprovado ataca frontalmente o direito do povo. Considerando as perspectivas do mercado de trabalho para os próximos anos, aprovada a reforma do jeito que foi para o Senado, o direito a aposentadoria não passará de uma ficção.

O Voz da Resistência se soma a mobilização desse dia 13 na certeza de que só a mobilização de rua será capaz de derrotar o projeto antipovo de Bolsonaro e seus aliados. Não temos dúvida sobre o comprometimento de parte dos deputados na luta contra a reforma. Estes cumprem seu papel nos limites impostos pela luta parlamentar. Mas não será na base dos argumentos que essa batalha será vencida, sobretudo quando Bolsonaro libera bilhões em emendas, numa descarada compra de votos.

É hora da pressão, de expor o tamanho do desgaste. A insistência não pode ser desconsiderada na luta política. Muitos dos fanáticos que dirigem a política nacional hoje não mobilizavam ninguém a muito pouco tempo. Para eles quanto para nós ser perseverante e demonstrar firmeza na posição política é primeiro passo para mudar a correlação de forças.

Que no dia 13 de agosto se somem todos: os bons, os melhores, os muito bons e os imprescindíveis!

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar