MundoNotícias

“Estamos dispostos a entregar a vida por nossa pátria”

Da redação

O mandato do Deputado Federal Glauber Braga (PSOL-RJ) organizou na noite desta quinta-feira (08) o debate “Venezuela: estamos caminhando para um guerra?” com o Cônsul-Geral da Venezuela no Rio de Janeiro, Edgar Gonzalez. O formato inicial foi de perguntas e respostas por parte do parlamentar e do representante consular, seguido de participação do público presente. A atividade ocorreu no Gabinete Político de Glauber na Av. 13 de Maio, Centro da cidade.

Edgar Gonzalez fez um amplo informe sobre o quadro geral do país vizinho: “Temos 30 bilhões de dólares do nosso país bloqueados no exterior; ajudas humanitárias que estão proibidas de chegar; uma conjuntura externa distinta, pois não temos mais a UNASUL; além de termos uma economia baseada no petróleo”, enfatiza o venezuelano que é médico de formação.

“Porém, temos um povo de muita dignidade; uma liderança resistente, que é o Presidente Nicolás Maduro; todavia, é preciso analisar o que se passa na Venezuela levando em consideração quatro aspectos: na América do Sul estão as maiores reservas de petróleo do mundo; a maior área de terra agricultável do mundo; a maior biodiversidade e quantidade de água; assim, o que se passa em Venezuela só pode ser compreendido no contexto da geopolítica mundial”, resume.

“Nós não estamos isolados. Mais de 120 países respaldam nosso governo eleito em 2018. Nós estamos preparados para a paz mas também para qualquer outra forma de intervenção. Não há nenhum lugar em que ocorreu intervenção dos Estados Unidos que haja resultados positivos, bastar ver os casos de Iraque e Líbia.”

Sobre as relações comerciais com o Brasil Gonzalez disse que elas sempre foram mais favoráveis ao Brasil: “as relações comerciais entre nossos países cresceram muito nos governos Chávez e Lula. Nós comprávamos muito mais do Brasil do que o Brasil da gente, de forma que essa relação é mais favorável ao Brasil. O nosso interesse sempre foi de integração regional e união entre nossos povos”, afirmou.

O Cônsul disse que os próprios Estados Unidos não confiam na oposição venezuelana: “porque ainda não invadiram nosso país, se eles tem nove bases militares na Colômbia sendo que duas delas são nas nossas fronteiras? Primeiro que eles sabem do nosso poderio militar e das nossas relações com a Rússia e a China; sabem que nosso povo tem enorme capacidade de resistência; e, também, porque não confiam na oposição venezuelana”, enfatizou.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar