BrasilNotícias

LAVA JATO SOB ATAQUE

Da Redação

Repercutiu na imprensa a entrevista de Gilmar Mendes ao Correio Braziliense nesse domingo. O ex-queridinho da direita, atualmente, ferrenho crítico da Lava Jato foi incisivo: “a lava jato é uma organização criminosa”.

A afirmação veio depois da recente revelação do INTERCEPT BRASIL de que Deltan Dallagnol teria tramado um cerco contra os Ministros Dias Toffoli, e ele próprio, Gilmar Mendes, inclusive investigando suas esposas. Perguntado pela reportagem do Correio Gilmar chamou de constrangedora a situação. E “que não tinha dúvida” de que os diálogos revelavam que o Coordenador da Força Tarefa da Lava Jato se articulou para quebrar o sigilo de Toffoli junto à Receita Federal.

Sem dúvida Gilmar aumentou o tom. Não era novidade a oposição de Gilmar a “República de Curitiba”, já expressa inclusive no plenário do Supremo. Mas Gilmar se resumia a adjetivar os membros da força tarefa. “Gente desqualificada”, declarou o Ministro, em certa ocasião. Mas agora Gilmar diz com todas as letras de que a lava jato é uma OCRIM, sigla de Organização Criminosa.

Esse é mais um capítulo da disputa política em que está no centro a Operação Lava Jato. Uma disputa de narrativa entre defensores e críticos. E ainda tem os que se dizem a favor da operação e crítico de seus desmandos, como Gilmar procura se posicionar.

Nesse momento a situação parece desfavorável a operação, sobretudo se comparado com o apoio que a operação alcançou no seu auge. E o pior de tudo é que ainda há total falta de controle sobre o que ainda poderá ser revelado sobre a operação.

Para uma operação como a Lava Jato projetada como uma de série do Netflix, em que seus produtores estavam antecipadamente pensando o próximo capítulo, perder o controle sobre a pauta televisiva pareceu um duro golpe. Uma situação incomoda, ainda não digerida.

E isso ficou explicito nessa última semana quando a lava jato deflagrou nova operação. Apesar do esforço da mídia aliada, a Lava Jato não conseguiu pautar, no caso, trazer mais escândalos. Em seguida foi rapidamente suplantada pela Vaza jato, essa sim com novidades que provocaram debates.

Parece que além de desgastada pelo tempo, a operação lava jato se vê substituída por seu algoz. A entrevista de Gilmar só ampliou a sensação de estar defensiva. A Lava jato está sob ataque e não sabe ate quando.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar